Como transformar a cultura organizacional de sua empresa

Gestão e Liderança
Comunicação como caminho para transformação cultural

Uma pesquisa realizada realizada pelo Instituto McKinsey, aponta que 70% das maiores e mais complexas iniciativas de transformação digital não atingiram seus objetivos. Esse é um dado alarmante, considerando que muitas organizações estão vivenciando hoje este movimento de transformação. 

Quando falamos de transformação digital, essencialmente falamos de transformação cultural, do porvir da organização, da sua visão de futuro.

É comum mantermos o foco em objetivos e metas quantificáveis, mas o fato é que o propósito da organização se realiza através da cultura, ou seja, dos comportamentos da equipe. 

Valores e seu impacto na Cultura Organizacional

No artigo Como criar uma cultura organizacional de impacto para as empresas? , o autor, Francisco S. Homem de Mello, enfatiza a influência de comportamentos e de crenças no desenvolvimento da cultura organizacional.

Para que qualquer transformação seja possível, a comunicação é sem dúvida fator determinante.

Os valores da organização são vivenciados a partir dos comportamentos de seus colaboradores, desta forma, para que a transformação seja possível, a prática de feedback é essencial.

Sem feedback não há como mudar o sentido, a rota e evoluir. Por isso é importante que o feedback seja realizado no momento em que o fato acontece. Isso exige que nos comuniquemos de maneira cada vez mais empática e clara.

A prática da comunicação não-violenta

Neste sentido, a prática da comunicação não-violenta proposta por Marshall pode dar uma grande contribuição.

Praticar os quatro passos é sem dúvida uma alternativa que pode levar a comunicação a um caminho de transformação:

  1. Observar sem julgar;
  2. Identificar sentimentos;
  3. Reconhecer e assumir os sentimentos, expressando necessidades;
  4. Realizar o pedido.

A comunicação é um fator crítico de sucesso. Não há transformação cultural bem sucedida, sem investimento na qualidade da comunicação. Ao analisar as estruturas organizacionais tradicionais, que aplicam modelos bastante hierarquizados, é possível perceber a limitação da comunicação entre times, que, por vezes, restringe a comunicação ao nível hierárquico acima. 

Observando a organização do futuro, a comunicação precisa fluir de maneira mais ágil, consistente e transparente. Se avaliarmos a tendência na redução dos níveis hierárquicos, percebe-se a necessidade de nos comunicarmos de maneira eficiente. 

Expressar nossas ideias nunca foi tão necessário. Afinal a organização do futuro para inovar, certamente necessita de novas, além de diversas perspectivas.

Em uma pesquisa realizada na Malásia, Kakkar e Tangirala concluíram que o ambiente influencia a forma como os funcionários expressam suas ideias. Investir tempo em melhorar a comunicação no ambiente organizacional pode trazer uma contribuição significativa para a transformação da cultura.

Como você percebe a comunicação em seu ambiente de trabalho? Como você tem contribuído de maneira efetiva para o desenvolvimento da cultura desejada?

Quer aprender mais sobre Comunicação Não-Violenta?
Leia o livro Comunicação não-violenta: técnicas para aprimorar relacionamentos pessoais e profissionais, de Marshall B. Rosenberg. 

Se você quer inspiração sobre como transformar a cultura organizacional?
Leia o livro Satisfação Garantida: aprenda a fazer da felicidade um bom negócio, de Tony Hsieh

Agora, se você deseja vivenciar na prática ferramentas e jogos, participe de um de nossos workshops.

Leia mais conteúdos do nosso blog:

COMO AUTOCONHECIMENTO E CONSCIÊNCIA PODEM ME AJUDAR A MELHORAR A COMUNICAÇÃO

POR QUE É IMPORTANTE A CONSCIÊNCIA SOBRE MEUS VALORES?

COMO A FASE DA VIDA INFLUENCIA NOSSO ESTILO DE LIDERANÇA

Referências:

Homem de Mello, Francisco S. Como criar uma cultura organizacional de impacto para as empresas?. Disponível em https://hbrbr.uol.com.br/como-criar-uma-cultura-organizacional-de-impacto-para-as-empresas/. Acesso em 23/Abr/2019.

Hsieh, Tony. Satisfação Garantida: aprenda a fazer da felicidade um bom negócio. Editora Harper Collins (BR), 2010. 

Instituto McKinsey. Disponível em www.mckinsey.com.br

Kakkar, Hemant; Tangirala, Subra. Se seus funcionários não se expressam, culpe a cultura da empresa. Disponível em https://hbrbr.uol.com.br/se-seus-funcionarios-nao-se-expressam-culpe-a-cultura-da-empresa/. Acesso em: 23/Abr/2019. 

Rosenberg, Marshall B.. Comunicação não-violenta: técnicas para aprimorar relacionamentos pessoais e profissionais. Tradução de Mário Vilela. São Paulo: Ágora, 2006. 

Últimas Atualizações:

Menu